quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Acrescente os cogumelos à sua alimentação



Manter a boa forma através da alimentação não é um grande mistério. Dá para controlar o peso investindo em alimentos com maior aporte de nutrientes e menos calorias. Os cogumelos, por exemplo, possuem em média apenas 15 calorias por xícara.

Saborosos e leves, os cogumelos são diversos e podem ser encontrados de algumas variedades, como Portobello, shitake e maitake. Felizmente, a maioria destes tipos contém algum tipo de antioxidante, além de potássio, vitamina B, D, B6, fibra e fósforo. Por isso, que tal aproveitar uma receita de lanche com eles? Confira:

Cogumelos Claros e Escuros

½ colher (sopa) de óleo de canola
8 cogumelos Portobello grandes
4 fatias de pão integral
55 g de queijo branco
1 colher (sopa) de shoyu light

Preparo:
Coloque os cogumelos virados para baixo numa assadeira e pincele levemente com o óleo de canola. Grelhe no forno por 3 min até ficarem macios. Vire e deixe por mais 3 min. Enquanto isso, toste os pães numa torradeira. Cubra 4 dos cogumelos com o queijo branco e grelhe por mais 2 min. Regue os demais cogumelos com shoyu light. Sirva sobre as torradas.


quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Temperos e especiarias: mais sabor e nutrientes à refeição

Quem gosta de comida bem temperada, não imagina outra maneira de ter as refeições. Ainda mais se usa todos aqueles ingredientes industrializados e prontos, os famosos caldos e saches de sabor. Mas é preciso pensar melhor e investir em temperos naturais e especiarias que, além de conferir sabor, adicionam mais nutrientes à rotina alimentar.

Os ganhos são muitos, pois sua dieta irá enriquecer e seu organismo terá componentes importantes para atenuar os efeitos nocivos de alimentos inadequados ricos em gordura e aditivos químicos que tanto prejudicam a saúde e a beleza.

Temperos e especiarias poderão ofertar antioxidantes e antiinflamatórios naturais ao corpo

Então, vamos aos temperos?

Alecrim: sabia que pode consumi-lo já no café da manhã? Coloque sobre o pão integral e um pouco de azeite de oliva. O alecrim tem atividade antioxidante relacionada a compostos fenólicos (combatem o envelhecimento celular (radicais livres)).

Alho: talvez o melhor dos temperos. Altamente indicado para favorecer a saúde e também ajudar na perda de peso e medidas pelas suas propriedades antiinflamatórias, dentre outras.

Cominho: ajuda na digestão e previne a formação de gases. Podendo ser salpicado na salada do almoço junto ao alho picado


Dicas:

1. Para melhorar a saciedade use o vinagre de maçã rico em nutrientes e sabor. Nesta refeição será bem interessante usar cúrcuma no arroz integral, essa especiaria contribuirá no combate à celulite.

2. Consulte um nutricionista que irá elaborar um plano alimentar completo com a introdução de diversos alimentos que vão reparar sua pele e recuperar o metabolismo alterado. 


terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Minha dica sobre o arroz integral na revista Receita Minuto

Uma nova publicação estreou este mês nas bancas, e com ela, mais dicas de alimentação saudável: é a revista Receita Minuto, do apresentador Daniel Bork, que este mês trouxe uma dica minha sobre o arroz integral. Na matéria são citados os principais tipos de arroz e suas propriedades, e eu explico por que o arroz integral é mais benéfico na alimentação do que o arroz branco tradicional. Confira (clique para ampliar):




quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Os benefícios da berinjela



A berinjela apresenta pouca gordura saturada e colesterol. É composta por vitamina A, vitaminas do complexo B (B1, B2 e B5), vitamina C, Vitamina K e minerais (cálcio, fósforo, potássio e magnésio). Apresenta pouquíssima caloria. Cada 100 gramas do vegetal cru tem cerca de 26 Kcal. Por este motivo, é uma excelente opção para adicionar às saladas e outros pratos.

A berinjela é rica em fibras, formando um gel que ajuda na saciedade, além de ajudar o trânsito intestinal normal e diário, e também regular a glicemia. Ela também contribui para eliminar a gordura em excesso: por promover saciedade e regulação da glicemia, hormônios formadores de gordura serão regulados evitando ou diminuindo a gordura localizada.

Por ser fonte de vitaminas e minerais há bom aporte de nutrientes para melhorar o metabolismo e ter efeito anti-oxidante. O intestino ficará mais regulado por melhoria da flora intestinal e fibras para a formação do bolo fecal.

Além de incluir a berinjela na salada, algumas pessoas fazem a água de berinjela, que consiste em deixar a berinjela picada em água natural durante a noite, bater no liquidificador pela manhã e beber ao longo do dia. Tomar essa água traz saciedade e evita picos hiperglicêmicos que favorecem a formação de gordura. Além disso, água de berinjela também ajuda no controle do colesterol, regulação do intestino, controle da glicemia, aumenta a imunidade, pode prevenir câncer, dentre outros benefícios.

Para variar o sabor da água de berinjela, pode-se adicionar gengibre e frutas como limão e abacaxi ou frutas vermelhas como a amora. Se quiser adoçar, pode-se usar o agave com moderação. Mas vale lembrar: se continuar comendo de forma incorreta alimentos calóricos como frituras, doces, excesso de pão de branco e bolos, somente a água de berinjela não ajuda no emagrecimento. É necessário a reeducação alimentar, se houver maior dificuldade procure um Nutricionista.



terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Acrescente o grão de bico à sua alimentação


Que tal variar um pouco o consumo das leguminosas? O feijão de todos os dias pode ser trocado pelo grão de bico, que é ainda mais fácil de encontrar no final do ano, para as festas. Fonte de magnésio, ele auxilia o relaxamento muscular e ajuda o corpo a deixar de lado as tensões do dia a dia. Se consumido no jantar, ajuda a ter um sono melhor. Que tal consumi-lo em forma de sopa? Confira a receita:

Sopa de Grão de Bico com Alho

12 dentes de alho, bem picados.
2 xícaras de grão de bico seco, deixado de molho em água fria de um dia para o outro e escorrido.
10 ½ xícaras de água
2 colheres de sopa de óleo de canola
1 colher de chá de cominho em pó
1 colher de chá de sementes de coentro em pó
2 cenouras, bem picadas.
2 cebolas, bem picadas.
6 talos de salsão, bem picados.
Suco de 1 limão
Sal e pimenta
4 colheres de sopa de coentro fresco picado

Preparo:

Aqueça metade do óleo de canola em uma panela grande de fundo grosso. Junte o alho e frite em fogo baixo, sem parar de mexer por 2 minutos. Junte o grão de bico, a água, o cominho e as sementes de coentro em pó. Quando ferver, diminua o fogo e cozinhe por 2 ½ horas e ou até que o grão de bico fique macio. Enquanto espera, aqueça o restante do óleo em outra panela. Acrescente as cenouras, as cebolas e o salsão. Tampe e cozinhe em fogo médio por 20 minutos, mexendo de vez em quando. Coloque os legumes na panela do grão de bico. Transfira cerca de metade da sopa para um processador ou liquidificador e bata até obter um creme liso. Devolva o creme à panela, adicione metade do suco de limão e mexa. Adicione mais suco de limão se necessário. Tempere com sal e pimenta a gosto. Divida entre pratos fundos ou tigelas aquecidas, salpique o coentro fresco picado e sirva.


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Varie a ingestão de feijão com sopa de feijão roxo, abóbora e tomate



Um dos alimentos mais consumidos pelos brasileiros é também um dos mais nutritivos. O feijão é fonte de proteínas, ferro, potássio e vitaminas do complexo B. Dentre os vários componentes presentes no feijão, destacam-se os compostos fenólicos, substâncias que, devido ao poder antioxidante, diminuem os riscos de câncer e doenças degenerativas.

A ingestão regular da leguminosa é associada à diminuição de riscos de males como o diabetes, doenças cardiovasculares e até mesmo neoplasias. Acredita-se que esse efeito benéfico é devido à presença de metabólitos secundários no feijão, os fitoquímicos, os compostos fenólicos e os flavonoides.

Por isso, que tal aproveitar os benefícios do feijão em uma sopa deliciosa? Confira abaixo a receita e experimente:

Sopa de Feijão-Roxo, Abóbora e Tomate

250 gramas de feijão roxo (ou feijão-jalo)
1 colher de sopa de óleo de canola
2 cebolas bem picadas
4 dentes de alho bem picados
1 talo de salsão, cortados em fatias finas.
1 cenoura, cortada ao meio no sentido do comprimento e depois em fatias bem finas.
5 xícaras de água
1/3 de colher de chá de tomilho
1/3 de colher de chá de orégano
1/3 de colher de chá de cominho em pó
1 folha de louro
400 gramas de tomate sem pele e sem sementes, picado.
250 gramas de abóbora descascada e picada
¼ de colher de chá de pimenta em vermelha em pasta, ou a gosto (opcional).
Sal marinho a gosto
Coentro fresco para decorar.

Preparo:


Escolha bem o feijão. Coloque em uma tigela, cubra com água e deixe de molho por pelo menos 6 horas ou de um dia para o outro. Escorra e coloque em uma panela. Acrescente água até ficar 5cm acima dos feijões. Coloque no fogo. Quando ferver, diminua o fogo e cozinhe por 10 minutos. Escorra e enxágue bem.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Aposte nos sucos para se hidratar no verão



Aqui no blog eu já falei sobre a importância de investir em uma alimentação leve e balanceada para aproveitar os dias mais quentes. A hidratação deve ser farta e gradual ao longo do dia (ao menos 2000 ml de líquidos por dia). E os sucos naturais são a melhor pedida para a época! No site da revista Veja Rio eu indiquei um suco diferente e saudável, vitaminado e que garante muita energia. Confira:

Suco Verão

Receita: 1 manga fresca madura ou 1 unidade de polpa de manga + 1 fatia fina de gengibre com ou sem casca + 1 colher de sobremesa de amaranto + 250 ml de água ou água de coco . Bata tudo no liquidificador, coe e sirva. 

Tomar por que:
 A manga é rica em fibras e vitaminas como A, que ajuda a manter o bronzeado. O gengibre acelera o metabolismo, que ajuda na perda de peso, enquanto o amaranto, excelente fonte de proteína vegetal, contribui para melhorar o tônus muscular. Todos os ingredientes unidos hidratam de forma importante o organismo.


Para conferir a matéria na íntegra, clique aqui.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Como escolher barras de cereal mais saudáveis


Hoje em dia vemos nas prateleiras dos supermercados uma infinidade de tipos de barra de cereal diferentes, com sabores variados, algumas com cobertura, em opção comum ou light... Nessa hora é normal ficar um pouco perdido, mas como escolher a melhor e mais saudável?

A primeira coisa que você deve fazer para não se confundir entre as opções é observar o quadro de informações nutricionais. Esse é o modo mais fácil de saber quantas calorias e fibras a barrinha possui. As melhores são as que possuem mais fibras e menos calorias e açúcares.

Prefira as barrinhas que contenham frutas e castanhas nos ingredientes, pois essas geralmente são a com teor maior de fibras. As barras com gergelim, linhaça ou quinoa também são ótimas opções, pois além de trazer saciedade com poucas calorias, são ricas em vitaminas e minerais.

Outro fator para ficar de olho é a quantidade de gordura saturada e açúcar presentes nas barrinhas. Quanto menos, melhor. E não há restrições quanto ao consumo de barras de cereal. Mas o ideal é incorporar à alimentação frutas e outras opções nutritivas. Mesmo as barrinhas devem ser sempre variadas, para consumir diferentes fibras e nutrientes. E nada de se alimentar só delas!

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Insira a aveia no seu dia a dia com uma dica de sopa



Você sabia que a aveia previne a obesidade, doenças cardiovasculares e regula o intestino? O cereal oferece ao organismo vitaminas, minerais e fibras ajudando na modulação do metabolismo e função intestinal mais habitual. Além, é claro, do combate à obesidade, já que sua ingestão promove um controle da saciedade, ajudando no emagrecimento e bem estar.

A aveia apresenta grande concentração de beta-d-glucanas, constituinte que tem alta potência na diminuição dos níveis de colesterol sanguíneo, ou seja, previne doenças cardíacas. Até a instituição americana FDA (Food and Drug Administration) já confirmou que a fibra solúvel é responsável pela diminuição de colesteróis total e LDL em dietas balanceadas que contenham o cereal.

Por isso, que tal variar a ingestão deste cereal com novas opções de consumo? A minha sugestão de hoje é a sopa de aveia em grão, deliciosa e que pode ser consumida no jantar!

Sopa de aveia em grão

1 xícara de aveia em grão hidratada
½ litro de suco de abobrinha
1 cenoura picadinha
2 chuchus picadinhos
½ xícara de coentro e cebolinha (opcional), picados fininho.
¼ de xícara nirá ou alho poró picadinho
1 colher de sopa de missô
2 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem

Preparo:

Bater a aveia com o suco de abobrinha no liquidificador. Em seguida misturar com a cenoura, a abobrinha e os chuchus. Temperar com missô (dissolvido) e amornar em fogo brando. No final adicionar o azeite e acrescentar o cheiro verde.


terça-feira, 19 de novembro de 2013

Tire suas dúvidas sobre o cálcio


Cálcio é um mineral essencial para a transmissão nervosa, coagulação do sangue e contração muscular; atua também na respiração celular, além, é claro, de garantir uma boa formação e manutenção de ossos e dentes. Criar bons hábitos alimentares incluindo alimentos ricos em cálcio ajuda a manter o aporte do mineral ideal para uma boa manutenção da saúde.

A deficiência de cálcio pode levar a osteopenia e osteoporose, na qual os ossos se deterioram e há um aumento no risco de fraturas, especialmente nos ossos mais porosos. Alguns estudos sugerem também que a falta de cálcio favorece a formação de gordura.

A recomendação diária de cálcio é de 1300 mg para adolescentes, 1000 mg para adultos e 1200 mg para indivíduos acima de 50 anos (DOLINSKY, 2008). Todos os grupos precisam consumir alimentos com cálcio diariamente, mas idosos, mulheres na menopausa e crianças necessitam de taxas mais elevadas do mineral.

Além dos laticínios (leite, iogurte, entre outros), o cálcio também pode ser encontrado em alimentos como as folhas verde-escuras (couve, espinafre), oleaginosas (como a castanha-do-brasil), sardinha, gergelim, linhaça, brócolis entre outros. O recomendável é consumi-los dentro de uma dieta balanceada e saudável, e aumentar a absorção de cálcio através de alguns minutos de exposição solar diária (que ajuda na síntese de vitamina D, que aumenta a absorção de cálcio).


quinta-feira, 14 de novembro de 2013

14 de Novembro - Dia Mundial do Diabetes


Hoje, 14 de novembro, é o Dia Mundial do Diabetes. A Federação Internacional de Diabetes (IDF, em inglês) informa que existem 371 milhões de diabéticos entre os adultos de todo o mundo. A maioria dos casos se refere ao tipo 2 da doença, passível de ser evitado com medidas como o combate a obesidade e o sedentarismo.

Segundo a IDF, há 13,4 milhões de diabéticos no Brasil (tipo 1 e 2). O país ocupa o quarto lugar no mundo em número de casos, ficando atrás apenas da China, Índia e Estados Unidos, respectivamente. Trata-se de um número alarmante, já que a estimativa era de que teríamos cerca de 12,7 milhões de brasileiros diabéticos somente em 2030.

O Dia Mundial do Diabetes foi criado em 1991 pela IDF em parceria com a OMS (Organização Mundial da Saúde), com o objetivo de dar respostas ao crescente interesse em torno da doença, além de alertar para o aumento de sua incidência no mundo.

A data escolhida para a celebração é a mesma do nascimento do cientista canadense Frederick Bantin que, em parceria com Charles Best, foi responsável pela descoberta da insulina, em outubro de 1921. Dois anos mais tarde, Banting recebeu o Prêmio Nobel de Medicina por esta descoberta e pela aplicação da insulina no tratamento das pessoas com diabetes.

As formas mais simples de prevenção do diabetes tipo 2 continuam sendo uma alimentação saudável, variada e balanceada (se possível, com acompanhamento nutricional), a prática de exercícios e o check-up anual para manter a saúde em dia.


Fonte: Uol

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Saiba o que é azia e como evitá-la com a alimentação


A pirose (do grego "pýrosis", acção de queimar) ou azia, é a sensação de ardor (queimação), com aumento da salivação e acidez.  O ardor é provocado pela ação do ácido gástrico e às vezes bílis, fora do ambiente estomacal. A pirose pode ser sintoma de doenças como refluxo gastroesofágico, ou indicativo de processos irritativo ou inflamação no esôfago.

Alimentação inadequada com a ingestão em excesso de comida temperada (em especial temperos prontos ricos em sódio e aditivos), gordurosa , cafeinada (café, refrigerantes de cola, guaraná), além do uso habitual de substâncias tóxicas, como o álcool, fumo e outras drogas, como o ácido acetil-salicílico, podem ser fatores que desencadeiam a azia.

O primeiro passo para aliviar os sintomas é evitar temperos prontos, sopas prontas, embutidos, salgados, refrigerantes inclusive zero, frituras, chocolate, açúcar em excesso, carne vermelha em excesso, café, álcool, chá preto, leite integral, queijos amarelos, etc.

Veja abaixo mais dicas de como evitar ou aliviar a azia:

  • Dê preferência a alimentos como salmão, cavala, atum, sardinha, anchova (ômega-3= anti-inflamatório) frescos, assados ou cozidos. Folha de inhame, goiaba, salsa, couve-flor cozida. 
  • Alimentos ricos em vitamina E (antioxidante) também são importantes: óleo de gérmen de trigo e abacate, com moderação. 
  • Evitar líquidos durante as refeições; quando consumir, no máximo, 150 ml.
  • Evitar alimentos excessivamente gelados ou quentes. 
  • Evitar períodos de jejum ou excesso de alimentação. 
  • Mastigar bem os alimentos e relaxar durante às refeições .
  • Fracionar as refeições em cinco ou seis vezes ao dia.


quinta-feira, 7 de novembro de 2013

A importância da vitamina D e a exposição solar


A vitamina D evita a depressão, osteoporose, câncer da próstata, câncer da mama e, até mesmo efeitos do diabetes e obesidade. A vitamina D é talvez o nutriente mais subestimado no mundo da nutrição. Isso é provavelmente porque é “gratuita”: seu corpo a produz quando a luz solar atinge a sua pele. As empresas farmacêuticas não podem lhe vender a luz solar, por isso não há promoção dos seus benefícios à saúde.

A maioria das pessoas não sabe destes fatos verdadeiros sobre a vitamina D:


  • É quase impossível conseguir quantidades adequadas de vitamina D a partir da dieta. A exposição à luz solar é a única maneira confiável para seu corpo dispor de vitamina D.
  • Pessoas com a pigmentação escura da pele podem precisar de 20-30 vezes mais exposição à luz solar do que pessoas de pele clara para gerar a mesma quantidade de vitamina D. Por isto, também, o câncer de próstata é muito frequente entre homens negros – é a simples deficiência generalizada de luz solar.
  • Níveis suficientes de vitamina D são essenciais para a absorção de cálcio nos intestinos. Sem vitamina D suficiente, seu corpo não pode absorver o cálcio, tornando os suplementos de cálcio inúteis.
  • Mesmo filtros solares fracos (FPS = 8) bloqueiam em 95% a capacidade do seu corpo de gerar vitamina D. É por isto que o uso constante de protetores solares provocam deficiência crítica de vitamina D.
  • A vitamina D é um poderoso “remédio” que o seu próprio corpo produz inteiramente de graça e sem necessidade de prescrição médica!

Algumas doenças causadas pela deficiência de vitamina D são: a osteoporose (já que a falta de vitamina D impede a absorção de cálcio), risco de alguns tipos de câncer, depressão, risco de diabetes tipo 2, entre outras.  A exposição sensata à luz solar natural é a estratégia mais simples, mais fácil e ainda uma das mais importantes para melhorar a saúde. Isto é, 15 minutos de exposição entre 10 da manhã e 3 da tarde (se você tiver pele morena) ou 5 minutos entre 8 da manhã e 3 da tarde (pele branca) são o suficientes para sintetizar a vitamina D (a pele negra precisa de um pouco mais de tempo, 30 minutos).


Fonte: Vitamina D Brasil

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Consumir batatas chips diariamente equivale a beber 5 litros de óleo por ano


Consumir uma pequena quantidade de batata chips por dia pode parecer uma opção prática para um lanche. No entanto, especialistas alertam que esse simples hábito pode trazer mais conseqüências ruins para a saúde do que podemos imaginar. Os pesquisadores afirmam que dentro daquele pequeno pacote se escondem doenças do coração, risco de obesidade, problemas no desenvolvimento de fetos, hiperatividade nas crianças e câncer em adultos. Os responsáveis pelos estudos defendem que é preciso ressaltar na embalagem os males que esse tipo de alimento pode causar.

De acordo com o jornal The Daily Mail, a situação não seria tão alarmante se o consumo de batatas chips na Inglaterra não tivesse aumentado nos últimos anos (aqui no Brasil, o consumo também é grande, mas ainda não há um estudo específico). Recentemente, um levantamento apontou que um terço das crianças britânicas consomem batatas chips todos os dias. E os outros dois terços ingerem o alimento algumas vezes por semana.

No total, o consumo dos britânicos soma 6 bilhões de pacotes por ano, o que equivale a uma tonelada de batatas chips a cada 3 minutos ou quase 100 pacotes por pessoa. No prazo de um ano, esse consumo exagerado representa o mesmo que beber 5 litros de óleo de cozinha, além de altas quantidades de gorduras, sódio e açúcar ingeridas.

Não é à toa que o consumo desse tipo de produto seja tão frequente na Inglaterra e no restante do mundo. Desde a propaganda, a embalagem, a textura e o sabor das batatas chips – tudo foi pensado para que consumo do produto cause prazer e, em grande medida, dependência. Michael Moss, autor do livro “Salt, Sugar, Fat: How The Food Giants Hooked Us” (Sal, Açúcar e Gordura: Como os Grandes Alimentos nos Fisgaram, em tradução livre), conta que todos os elementos foram desenvolvidos especialmente para nos conquistar.

O especialista explica que quando colocamos uma batata na boca, o sabor do sal é notado imediatamente. Esse efeito é chamado pela indústria de “explosão de sabor”. Além disso, as grandes concentrações de gordura são responsáveis por uma sensação de saciedade ao se mastigar o alimento. Todos esses fatores foram pensados para causar o mesmo prazer de saborear um prato refinado e saboroso. Para finalizar a mistura, as batatas contêm açúcar que está naturalmente presente no amido do alimento. Segundo Moss, essa é a combinação de sabores – sal, açúcar e gordura – necessária para que o nosso cérebro sinta necessidade de consumir cada vez mais.


Fonte: Uol

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Os benefícios da beterraba na alimentação


A beterraba é fonte de vitaminas, como A, C e as do complexo B, além de minerais. Suas propriedades também envolvem a melhora do metabolismo e produção de tônus muscular.

Cada 100 gramas de beterraba contém:

  • Calorias - 50kcal
  • Proteínas - 3g
  • Gorduras - 0g
  • Vitamina A - 2 U.l.
  • Vitamina B1 (Tiamina) - 50 mcg
  • Vitamina B2 (Riboflavina) - 50 mcg
  • Vitamina B5 (Niacina) - 0,600 mg
  • Vitamina C (Ácido ascórbico) - 35,2 mg
  • Potássio - 350 mg
  • Sódio - 95 mg
  • Fósforo - 40 mg
  • Cálcio - 25 mg
  • Zinco - 0 mg
  • Ferro - 2,50 mg
  • Manganês - 0,5 mg 
A beterraba é um alimento com alto índice glicêmico e rápida absorção. Por isso, é um bom repositor de energia no pós-treino, e também uma boa opção para o pré-treino, já que é fonte de carboidratos e nutrientes úteis para gerar energia ao organismo. O ideal é consumi-la pela manhã para dar mais disposição durante o dia, mas a beterraba também pode ser consumida a noite ou em qualquer refeição do dia.

Por regular o trânsito intestinal (já que é fonte de fibras e água) e suprir as células do organismo com importantes nutrientes, a beterraba pode contribuir para melhorar o sistema imune e evitar doenças, como o câncer. O melhor jeito de consumi-la, para preservar mais fibras e nutrientes, é crua. Ela pode ser utilizada ralada em saladas ou até mesmo adicionada ao suco de frutas. Duas colheres de sopa da beterraba em uma salada farta é o suficiente na alimentação diária.

Veja a dica de suco vitaminado feito com beterraba:

  • Beterraba
  • Cenoura
  • Laranja
  • Gengibre 
Bata no liquidificador os ingredientes acima com 150ml de água e beba logo em seguida. Além das vitaminas da beterraba, a laranja é fonte de vitamina C, a cenoura contém vitamina A e o gengibre é fonte de gingerol, que ajuda a melhorar o sistema imune.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

As propriedades do arroz como alimento de consumo diário


Presente na mesa de todo brasileiro, o arroz é um cereal essencial na nossa alimentação. Barato, acessível e nutritivo, ele deve ser consumido diariamente em porções adequadas, e pode ser encontrado em vários tipos:

Arroz branco
O mais comum de todos. O parboilizado passa por menos processos de refinamento do que o branco. Possui degradação muito rápida e pode favorecer o aumento do peso e ainda a constipação intestinal. Contém baixo valor nutricional.

Arroz integral
Este tipo não teve a casca retirada, deixando seu interior intacto. Tem um alto valor nutricional.

Arroz arbóreo
Exclusivo para os risotos, esse tipo de arroz tem os grãos curtos para que sua textura fique cremosa depois de cozido.

Arroz para sushi
Existem vários tipos de arroz usados no preparo do sushi.

Arroz selvagem
Rico em proteínas, fibras e aminoácidos, o grão é comercializado sem a casca.

Se você ficou em dúvida sobre qual arroz escolher para consumir diariamente, a minha recomendação é optar pelo arroz integral, que é rico em fibras, vitaminas e minerais. Na hora de prepará-lo, use apenas temperos naturais (evite os temperos prontos), e adicione hortaliças para enriquecer o prato. A cúrcuma ou açafrão da terra são ricos em propriedades funcionais e terapêuticas, e podem ser adicionados ao arroz para confere mais sabor e saúde.

Se você é do tipo que não troca o arroz branco por nada, vale experimentar o integral, pois este vai contribuir para saúde, controlando o peso por produzir mais saciedade, além de regular o intestino. O arroz integral ainda favorece a melhora do metabolismo por apresentar mais nutrientes. Os pais também devem dar o exemplo aos filhos consumindo arroz integral com vegetais proporcionando saúde e vida longa.


quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Os benefícios do ômega 7


Aqui no blog eu já falei sobre a importância dos ômegas (3, 6 e 9) na alimentação e sua ação anti radicais livres. Mas existe outro ácido graxo essencial que também tem sua devida importância: o ômega 7.

O ômega 7 pode ser encontrado na secreção sebácea natural da pele, principalmente nos bebês, crianças e adolescentes e, por isso, é ótimo para a pele e para a limpeza de pele. Mas não para por aí. Além de manter a pele bonita e saudável, ele também possui destacada atividade no controle da pressão arterial, especialmente em pacientes com hipertensão moderada.

Para alimentação, encontramos o ômega 7 no óleo de macadâmia e no espinheiro Marítimo. Para aproveitar os benefícios deste ácido (palmitoléico), basta introduzir a noz macadâmia na rotina alimentar. 1 colher de sobremesa por dia.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Conheça a ação dos nutracêuticos no organismo


Estamos na era das cápsulas. Foram elas que dominaram as novidades do IX Congresso Internacional de Nutrição Clínica Funcional e Nutrição Esportiva Funcional, que aconteceu em São Paulo, no mês passado. Isso porque os nutracêuticos vêm sido desenvolvidos, principalmente, em forma de cápsulas a partir de alimentos com a capacidade de proporcionar benefícios à saúde, como prevenção de doenças e também como aliados de tratamentos. O termo vem de ‘nutri’ – nutriente – e ‘cêutico’ de farmacêutico, ou seja, medicação à base de medicina natural utilizando os principais elementos nutritivos que compõe os alimentos. No evento pude conferir as novidades da área e são muitos os nutracêuticos que tem como objetivo ajudar na saúde, na beleza e no bem estar, como o combate ao stress, drenagem linfática e redução de medidas.

Conheça:

Fitoterápico Citrussinensis: ajuda na redução do stress, reduzindo ansiedade, mudanças de humor, problemas de sono, além de auxiliar na compulsão alimentar.

Peeling em cápsulas: estimula a produção de colágeno, aumenta a vida dos fibroblastos, promove melhora na tonicidade da pele e na renovação celular. Tudo isso através de um extrato do fruto da oliveira e compostos fenólicos.

Drenagem Linfática em cápsulas: através da extração do fruto do cacto que apresenta propriedades diuréticas e antioxidantes, as cápsulas ajudam no controle de peso.

Autopreenchimento cutâneo: por meio de peptídeos de colágeno e vitamina, o nutricêutico promove síntese de colágeno na pele ajudando no rejuvenescimento dos cabelos, das unhas e da pele.

Simbióticos de última geração: promovem reconstituição da flora intestinal, melhor absorção de nutrientes, além de alívio na constipação intestinal.

Sopas orgânicas em pó: contém ervas naturais, sem adição de nenhum sódio, corantes artificiais, aromatizantes e glúten.

Chocolates e achocolatados com alto teor de fibras, com vitamina C e Colágeno: não apresenta adição de açúcar, lactose e glúten. Bom aliado em plano alimentar para emagrecimento.

Cápsulas para tratamento completar: feito a partir de várias frutas antioxidantes e nutritivas como gojiberry, cranberry, romã, manga africana, lichia, mirtilo e semente de uva. Sempre melhor usar a fruta, mas para determinados momentos podem ser introduzidos no plano alimentar balanceado.

Cápsulas de lambrusco italiano: ricas em antioxidantes, polifenóis, catequinas, estibenos, elas ajudam na diminuição de gordura e promovem ação positiva no organismo.

Enfim, uma série de alimentos e fitoterápicos que ajudam na manutenção da saúde, no controle de peso e no funcionamento pleno do organismo. Vários estudos foram apresentados por profissionais do mundo inteiro que podemos imediatamente aplicar na prática clínica com segurança e com resultados excelentes para pacientes e clientes.


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Bebidas saudáveis para o verão


O verão já está chegando, e nesta estação perdemos bastante liquido devido ao aumento de transpiração. Tomar água é a melhor opção para se hidratar, porém ninguém resiste a uma bebida refrescante no verão, não é verdade?

Que tal um suco feito com frutas? Elas têm um papel essencial na reposição de vitaminas e minerais. As vitaminas A e C, por exemplo, são encontradas na cenoura, manga, pêssego, laranja, mamão, acerola, morango e também em vegetais como brócolis, rúcula e espinafre. Eles ainda são importantes antioxidantes que impedem a ação dos radicais livres e protegem a pele dos danos dos raios UVB.

Por isso, hoje eu trago algumas sugestões de bebidas que você pode preparar em casa para se refrescar enquanto ingere vitaminas:

Suco de abacaxi

Ingredientes:
1 fatia de abacaxi
1 polpa de goiaba
Modo de preparo:
Bata no liquidificador o abacaxi e a polpa de goiaba. Sirva em seguida.

Suco de melão

Ingredientes:
Melão
Cenoura
200ml de água
Modo de preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

Suco de Alfarroba

Ingredientes:
2 colheres de alfarroba
1 colher (chá) de agave
200ml de leite desnatado
Modo de preparo:
Adicione todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

Milk shake de cacau

Ingredientes:
200ml de leite desnatado
1 colher cheia de cacau em pó
1 colher (sobremesa) de mel de agave
Modo de preparo:
Adicione todos os ingredientes no liquidificador e sirva em seguida.

Fonte: Mais Equilíbrio (com minha consultoria)

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Fuja da retenção de líquidos


Responsável pelo visual inchado de mulheres e homens, a retenção de líquido é provocada pelo extravasamento de um fluido pobre em proteínas do sangue, que sai dos vasos sanguíneos em direção aos tecidos subcutâneos e tem dificuldade de ser eliminado pelo organismo. A causa do edema em diversas áreas do corpo está ligada, principalmente, aos hábitos de alimentação. Por isso, hoje eu separei algumas dicas que podem te ajudar a evitar a retenção de líquidos.

Os principais alimentos responsáveis por causar a retenção são os enlatados, refrigerantes (principalmente o zero), sucos prontos, bebidas alcoólicas, sal de cozinha em excesso, embutidos, queijos amarelos, sopas prontas, macarrão instantâneo e produtos industrializados ricos em sódio.

Já os alimentos que ajudam a evitar o problema são: chás como o de oliveira, graviola, frutas vermelhas, carqueja, boldo, suco de várias frutas adicionadas a vegetais como agrião e couve, água natural, linhaça; peixes como atum, cavala e sardinha fresca.

Para quem quer evitar a celulite, o cuidado deve ser em dobro, pois como a celulite é uma inflamação, comer alimentos que provocam retenção só vai favorecer ainda mais o processo de formação dos temidos furinhos.

Além da celulite, a retenção de líquidos pode provocar outros problemas estéticos, como o ressecamento da pele, queda de cabelo e enxaqueca. Vale ressaltar que uma dieta variada, e com várias grupos alimentares favorecerá o bom funcionamento do organismo, evitando a retenção de líquido.


quinta-feira, 10 de outubro de 2013

11 de outubro - Dia Mundial de Combate à Obesidade


Amanhã, dia 11 de outubro, será o Dia Internacional de Combate à Obesidade e objetiva estimular as pessoas a optarem por atividades preventivas e saudáveis. Aqui no Brasil, o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade foi criado para incentivar a debate sobre o tema e ações para melhora da qualidade de vida, com mudanças de hábitos alimentares e prática de atividade física.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo por acometer um bilhão de pessoas. A projeção é que, em 2015, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso; e mais de 700 milhões, obesos. Já no nosso país, segundo dados do IBGE, 35% da população adulta brasileira tem peso acima do desejável. O índice entre as mulheres é de 13%; em homens e crianças, 7%.

Vários estudos têm demonstrado que a obesidade está fortemente associada a um risco maior de doenças cardiovasculares e câncer, além de condições crônicas, como doença  renal, osteoartrose, câncer, diabetes tipo 2, apneia do sono, doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) e hipertensão arterial. Muitos estudos epidemiológicos têm confirmado que a perda de peso leva à melhora dessas doenças, reduzindo os fatores de risco e a mortalidade.

Por isso, a melhor forma de prevenir a obesidade é regulando o peso através de hábitos alimentares saudáveis e da nutrição funcional. Aqui no blog eu já dei algumas dicas, mas é importante ressaltar que é necessária uma dieta balanceada e variada com vários grupos alimentares e de preferência com a orientação de um nutricionista. Vamos relembrar:

  1. Beba copos de 200 ml, pelo menos 2.000 ml/dia, de líquidos como água mineral (a metade do total), sucos naturais, chás, polpa de fruta e água de coco, para obter uma hidratação farta e gradual ao longo do dia;
  2. Coma corretamente a cada três horas, pouca quantidade e mais variedade; 
  3. Comece o dia com um bem elaborado café da manhã e tenha sempre uma porção de frutas e grãos integrais, como o amaranto; 
  4. Na colação, faça uso de alimentos termogênicos como o chá de hibiscus ou um de gengibre com canela; 
  5. Diminua o consumo de carne vermelha e opte por alimentos com proteína vegetal como a soja ou ainda dê preferência aos pescados ricos em ômega 3 como salmão, atum e sardinha; 
  6. Evite refeição automática ou apressada. Mastigue lentamente e observe se seu prato está colorido; 
  7. Alimente-se em local calmo e adequado, evite a TV por perto; 
  8. Não faça compras em jejum ou com fome, assim evita levar o que não é necessário; 
  9. Utilize lista de compras e dê preferência a alimentos naturais, funcionais e ricos em fibras. 
  10. Sirva-se sempre com porções menores em cada refeição; 
  11. Aumente o consumo de frutas, verduras e legumes. Variação sempre!
  12. Evite carboidrato simples, como arroz e macarrão branco, bem como pão branco ou similar. Use os integrais; 
  13. Reduza a utilização de manteiga e margarina; 
  14. Diminua o consumo de alimentos industrializados ricos em sódio e aditivos;
  15. Prefira sopas de hortaliças como opção no jantar, associe sempre gengibre, cúrcuma e vegetais verde escuro. Adicione uma fonte de proteína animal ou vegetal como ovo pochê, carne branca ou quinoa.
  16. Na ceia, tome chás calmantes como erva-doce, camomila, capim santo para ter uma boa noite de sono. Esta prática melhora o metabolismo e ajuda na regulação de peso;
  17. Consulte um nutricionista. Ele irá elaborar um plano alimentar completo e específico para você! 



Informações: ABESO

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Muita saúde na dieta mediterrânea dos gregos


No último mês tive a oportunidade de ir à Grécia observar e pesquisar sobre hábitos alimentares daquela população sadia e longeva. Percebi que dieta mediterrânea e nutrição funcional são praticamente sinônimos e que poderia ser aplicada aqui em nosso país com todo sucesso, que os gregos já desfrutam há séculos


Basta andar pela ruas de Atenas ou nas ilhas gregas para reparar que dificilmente encontramos pessoas com sobrepeso. Os idosos andam de bicicleta e todos se movimentam bastante. A hidratação é farta e a primeira oferta em qualquer restaurante ou bar é uma jarra de água natural por conta da casa. Dificilmente se vê algum refrigerante nas mesas, nem zero nem normal.


O vinho é utilizado bastante e por vezes com frutas saborosas. Por sinal, os gregos comem frutas naturais o tempo todo, seja na praia, na piscina, em lanches, após o almoço ou jantar. É impressionante a oferta e degustação de frutas. As saladas são praticamente obrigatórias antes de qualquer prato, um sabor colorido e rico em fibras e nutrientes, regadas, é claro a um bom azeite grego.


Eles preferem como proteína os peixes ou frutos do mar, que são elaborados sem frituras. Por vezes comem outras carnes como cordeiro, mas não é a prioridade. Além disso, comem sempre alimentos integrais como arroz, aveia, milho. O resultado é visto nas ruas e nos estudos: mais longevidade, qualidade de vida, saúde e disposição.



Vale a pena tendermos a esse tipo de rotina alimentar, como os gregos, que podemos desfrutar na nutrição funcional e colher os mesmos frutos da dieta mediterrânea.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Outubro rosa


Outubro chegou e com ele a campanha “outubro rosa”, que visa conscientizar a população quanto à prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama. De acordo com o INCA, em 2012, 52 mil mulheres receberam o diagnóstico de câncer de mama – que também acontece em homens (na proporção de 1 homem para cada 100 mulheres). Ainda segundo o INCA, a cada 10 mulheres diagnosticadas com a doença no país, 3 morrem. Mas se o diagnóstico for feito precocemente, as chances de cura são de 98%, por isso a importância da prevenção.

Em casa, as mulheres podem fazer mensalmente o autoexame das mamas, que deve ser feito a partir da primeira menstruação, mas não substitui os outros exames. Ele consiste em a mulher apalpar seus seios na tentativa de identificar alguma alteração. Além disso, ele incentiva que a mulher conheça o próprio corpo. O auto-exame deve ser feito uma vez por mês, logo após a menstrução, e de três maneiras:

Durante o banho: Com a pele molhada ou ensaboada, a mulher deve elevar o braço direito e deslizar os dedos da mão esquerda suavemente sobre a mama direita estendendo até a axila. Em seguida, fazer o mesmo na mama esquerda

Deitada: colocar um travesseiro debaixo do lado esquerdo do corpo e a mão esquerda sob a cabeça. Com os dedos da mão direita, a recomendação é apalpar a parte interna da mama. Em seguida, basta inverter a posição para o lado direito e fazer o mesmo procedimento.

Diante do espelho: elevar e abaixar os braços em frente ao espelho. Com o movimento, observar se há alguma anormalidade na pele, alterações no formato, abaulamentos ou retrações nos seios.


Além disso, a partir dos 35 anos, recomenda-se a mamografia preventiva. A mamografia ainda é o melhor método para a detecção precoce do câncer de mama. Por meio dela é possível detectar microcalcificações que muitas vezes são as primeiras indicações de um câncer em fase inicial. A primeira deve ser feita a partir dos 35 anos. Em seguida, a partir dos 40, deve ser realizada anualmente.

A alimentação também pode ajudar a prevenir o câncer de mama. A nutrição funcional proporciona saúde e qualidade de vida como um todo, mas também é muito importante para prevenir doenças como o câncer de mama. Você pode adicionar à sua alimentação alimentos como o leite de soja (contém isoflavonas, que ajuda a prevenir o câncer de mama), brócolis (contém sulforafano, que tem um poder antioxidante que pode aumentar as chances de sobreviver a um câncer de mama), linhhaça (fonte de lignana, que possui efeito protetor contra o câncer de mama), peixes marinhos (ricos em ômega 3, cuja ação é anti-inflamatória e protege a mama de tumores) e a cúrcuma (fitoquímico que tem potencial anticancerígeno).

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Os efeitos do suco detox


Um dos mais novos elementos “da moda” na alimentação é o suco detox. Queridinho entre quem busca uma rotina alimentar mais saudável, ele é cada vez mais consumido. Mas você sabe quais sãos os efeitos dele no organismo?

Primeiro, é importante ressaltar que com a mudança de hábitos alimentares, uma dieta balanceada e de preferência elaborada por um nutricionista é perfeitamente possível favorecer o processo de detoxificação do organismo. Retirando alimentos com contaminantes químicos chamados xenobióticos e introduzindo alimentos com vários nutrientes que favorecem o processo, além do suco.

Os sucos detox bem elaborados vão conter mais nutrientes que sucos prontos, refrigerantes ou alimentação industrializada. Por isso eles podem favorecer a saúde e o organismo como um todo. Mas atenção: o suco não deve substituir uma refeição, e sim deve ser introduzido em uma rotina alimentar completa. Caso contrário você corre o risco de redução de metabolismo e efeito rebote após o retorno de rotina alimentar anterior, que geralmente não é adequada.

Outro ponto é que não adianta comer incorretamente sempre e depois tomar sucos detox, e retornar a rotina alimentar toda inadequada. O ideal é introduzir os sucos na rotina e mudar o hábito alimentar. Comer mais vitaminas e minerais provenientes de frutas, legumes, verduras bem diversas sempre, e não como parte de uma dieta.

Para que o suco seja sempre bastante nutritivo, é interessante variar sempre e misturar frutas e hortaliças como agrião, rúcula, couve, espinafre, não utilizar açúcar e se possível misturar um grão integral como quinoa. Mas o mais importante é começar a mudar os hábitos alimentares, diminuir o consumo de alimentos industrializados repletos de elementos danosos ao organismo e que ainda favorecem o aumento de peso.

Invista na alimentação natural e que pode começar por sucos detox dos mais variados com várias frutas e hortaliças. O ajuste do peso e das medidas será o resultado e ainda com evidentes benefícios à saúde e vitalidade.





terça-feira, 24 de setembro de 2013

Os benefícios dos peixes e vitaminas para os cabelos: minhas dicas na mídia

As revistas nas bancas este mês estão recheadas de dicas de saúde, e as minhas dicas estamparam duas publicações. Na revista Edu Guedes especial sobre peixes e saladas, eu falei sobre os benefícios dos pescados na alimentação. Fonte de ômega 3, que reduz a absorção de gordura LDL pelo organismo, consumir peixes regularmente reduz o risco de doenças cardíacas e pressão alta. Clique para ampliar e confira a matéria na íntegra:




Já na revista 200 Cortes de Cabelo, a minha sugestão foi um cardápio com opções saudáveis e que ajudam a manter os cabelos jovens, fortes e bonitos. Mas lembre-se: o cardápio é apenas uma sugestão a ser incorporada na sua alimentação, mas o ideal é se consultar com um nutricionista para uma alimentação balanceada. Confira a matéria:



quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Cabelos bonitos com a alimentação saudável


Para ficar com cabelos bonitos, brilhantes e saudáveis, não é preciso só usar cosméticos caros e fazer tratamentos no salão. A alimentação também é muito importante, e o primeiro passo para conquistar melenas fortes e bonitas.

Para cabelos sempre saudáveis e jovens, você pode investir nas leguminosas, aveia, semente de girassol e chia, pescados ricos em ômega 3 como salmão e atum, abacate, cenoura, castanhas, frutas cítricas e linhaça. Já os alimentos que são verdadeiros vilões dos cabelos bonitos são aqueles ricos em sódio (como industrializados), frituras e embutidos. O sal em excesso também é prejudicial.

Na sua alimentação diária você pode incluir os alimentos listados acima, divididos entre 6 refeições diárias. Que tal um suco verde no café da manhã, por exemplo? Anote os ingredientes:

·         Maçã
·         Gengibre
·         Agrião
·         Tangerina
·         1 folha de couve
·         4 folhas de hortelã
·         1 cenoura 
·         Água de coco

Bata todos os ingredientes no liquidificador e beba imediatamente!



terça-feira, 17 de setembro de 2013

Conheça os benefícios das berries (frutas vermelhas)


As berries (frutas vermelhas) não são só bonitas e saborosas. Elas também possuem nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. Todas elas possuem compostos bioativos, ou seja, substâncias que previnem doenças e ajudam a manter uma boa qualidade de vida. Os compostos em questão são as antocianinas e flavonóides, que têm propriedades antioxidantes, reduzem o colesterol e fortalecem o sistema imunológico. Além disso, estudos comprovam que as antocianinas previnem doenças cardiovasculares e neurodegenerativas e são antiinflamatórias e anti-cancerígenas.

As frutas vermelhas são compostas por 85% de água, proteínas, fibras e selênio (essencial para o metabolismo). Também são ricas em cálcio, fósforo, potássio e vitaminas A e C. Conheça as principais:

Cranberry: Originário da América do Norte. A planta dá origem a um fruto vermelho bastante ácido atualmente usado para consumo direto ou na culinária. No Brasil o consumo maior ainda é e suco. A Fruta tem propriedades antioxidantes, além de impedir que as bactérias fiquem aderidas no epitélio (revestimento mucoso) do trato urinário, tem efeito antioxidante, semelhante ao dos flavonóides. Evita infecção urinária. 

Gojiberry: O goji berry vem do sul da Ásia e até pouco tempo era desconhecido no Brasil. Porém, pouco a pouco, o alimento vem atraindo o interesse dos adeptos da alimentação saudável. A superfruta é rica em em fibras, vitaminas e em especial a C e outros nutrientes, excelente em diminuição de inflamação como celulites. Estudos sugerem pode ser bom aliado a longevidade humana. Alto efeito antioxidante e antiinflamatório. O alimento tem aparência de um pequeno tomate-morango, de cor vermelha viva. Segundo a tradição tibetana é extremamente sensível e delicado.

Raspberry: Alto nível de fibra dietética com  fibras até 20% por peso total. As framboesas são rica fonte de vitaminas e minerais como manganês, magnésio e cobre. Contêm carotenóides e pesquisas sugerem que os efeitos antioxidantes e anti-proliferativos (quimiopreventivo) podem estar associados aos compostos fenólicos e flavonóides.  Pode agir diretamente na queima de gordua periférica e corporal – inclusive agir nos famosos ‘pneuzinhos’. Por ser rica em componentes bioativos essenciais para o bom funcionamento do organismo, atua como uma grande aliada para uma alimentação saudável.

Maquiberry: Antioxidante poderoso em combate a ação dos radicais livres com redução de dano oxidativo celular e estimulação do gene anti-idade

Blueberry: Ação quimioprevetiva, antioxidante e anti-inflamatória. Ajuda em processo de emagrecimento e prevenção de envelhecimento precoce. Suas calorias variam de 32 a 50 kcal em cada 100 gramas de berries.


terça-feira, 10 de setembro de 2013

Os benefícios da farinha de amora


Não é de hoje que se ouve falar o quanto grãos, fibras e farinhas especiais são ótimos para a saúde: combatem o envelhecimento, emagrecem, melhoram o intestino e trazem vitalidade. Por isso, hoje vamos falar sobre mais uma novidade: a farinha de amora.

Ela já é utilizada na Ásia há muito tempo, comercializada no Brasil há uns dois anos, mas só agora está ganhando espaço nos hábitos alimentares das pessoas. A farinha de amora é facilmente encontrada em lojas de produtos naturais, e seus benefícios vão da ação anti-oxidante (prevenindo a ação dos radicais livres e envelhecimento precoce) à saciedade (por conter pectina, que forma um gel no estômago). Estudos sugerem que a farinha de amora tem ação controladora de colesterol e ainda pode favorecer o bom trânsito intestinal.

A farinha age no corpo regulando o intestino e absorção de glicose (açúcares) pela presença de fibras, dando saciedade pela formação do gel, melhorando metabolismo por maior aporte de nutrientes e pela ação dos anti-oxidantes contidos pode evitar o envelhecimento precoce.

Mas atenção: gestantes, mulheres em período de amamentação e diabéticos descontrolados devem consultar um nutricionista antes de acrescentarem a farinha de amora à sua dieta. A sugestão de consumo é de uma colher de sopa, três vezes ao dia, nas principais refeições, café-da-manhã, almoço e jantar. Pode ser dissolvida em água, sucos, iogurtes, leite, vitaminas, ou mesmo acrescentada à massas de bolos, pães e tortas.

A farinha de frutas vermelhas como mirtilo, framboesa, goji berry ou ainda chia ou linhaça, reforçam a ação da farinha de amora. Agora, se você quiser acrescentar alimentos naturais à sua rotina alimentar, você pode também alternar a farinha com a amora in natura e aproveitar os benefícios diretos da fruta.