quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Receita saudável: Patê de Girassol, Nozes e Cogumelo


A semente de girassol contém gordura poliinsaturada ("gordura boa"), vitaminas do complexo B e minerais como fósforo, ferro e zinco, além, é claro, das fibras, que ajudam a aumentar a saciedade. Já as nozes são ricas em Ômega 3 e Arginina, um aminoácido essencial que em dose certas promove ação positiva no sistema cardiovascular, melhora do sistema imune, reparação de função intestinal e construtora de tecido muscular.

Saborosos e leves, os cogumelos são diversos e podem ser encontrados de algumas variedades, como Portobello, shitake e maitake. Felizmente, a maioria destes tipos contém algum tipo de antioxidante, além de potássio, vitamina B, D, B6, fibra e fósforo. Por isso, que tal aproveitar uma receita de lanche com todos esses elementos? 

Patê de Girassol, Nozes e Cogumelo
1 ½ xícaras de sementes de girassol hidratadas
½ xícara de nozes ou pecã hidratadas
1 xícara de cogumelos crus marinados por 2 horas
½ xícara de cebolinha picada (opcional)
½ xícara de coentro com as hastes,picado.
1 colher de sopa de shoyu light
½ colher de chá de sal
¼ colher de chá de pimenta branca

Preparo:

Bater todos os ingredientes no processador até que alcancem a consistência de patê.



terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Motivos para inserir o azeite de oliva nas refeições




O azeite de oliva tem propriedades e vitaminas que podem prevenir doenças e melhorar a pele. Entretanto, nada de exagerar no consumo: o azeite é bem calórico (cerca de 90 calorias por colher de sopa). O ideal é consumir aproximadamente 30 g de azeite por dia. É indicado inserir no prato uma colher de sobremesa de azeite no almoço e outra colher no jantar.

O azeite de oliva tem diferentes níveis de acidez e quanto menor for o índice, melhor é para a saúde. Por isso o mais indicado é o extravirgem. Nesta opção, o azeite contém diferentes vitaminas (A, D, K e E) e é até capaz de prevenir o câncer.

Confira mais benefícios do azeite para a saúde e corpo:

1 - Ação antioxidante

O azeite de oliva tem ação antioxidante por conter vitaminas poderosas que dão uma força para manter a pele longe das rugas. Os antioxidantes contidos no azeite são tão fortes que as árvores oliveiras são capazes de regenerar e autoproteger seus galhos e frutos. Além disso, a opção também tem propriedades anti-inflamatórias e é indicado como um hidratante facial para quem tem a pele seca.

2 - Protege o coração e cérebro

O azeite consegue reduzir a formação de placas ateromatosas (compostas por lipídeos e tecido fibroso), que são responsáveis por entupir os vasos sanguíneos e artérias. A opção também é rica em vitamina E, protegendo de câncer e doenças cardíacas, como o infarto. Além disso, já foi comprovado pelos pesquisadores do Instituto Nacional de Saúde e Pesquisa Médica, em Bordeaux, na França, que a opção também ajuda a prevenir derrames.

3 - Fortalece as unhas

As vitaminas contidas no azeite ajudam a hidratar e fortalecer as unhas. A dica vale para quem tem unhas escamadas, manchadas, quebradiças, ou para quem vive trocando de esmaltes (que também pode enfraquecer as unhas).  Com um algodão, aplique o azeite nas unhas depois da limpeza, hidratação e antes de aplicar o esmalte, assim as unhas ficarão fortes e hidratadas para receber o cosmético. 

4 - Reduz o mau colesterol

O azeite é um dos principais alimentos ricos em gorduras monoinsaturadas , que ajudam a conter o mau colesterol (LDL - Lipoproteína de Baixa Densidade). O consumo em excesso não é recomendado, mas se ingerido moderadamente é capaz até de reduzir as taxas do colesterol ruim e aumentar as taxas do colesterol bom.

5 – Efeito analgésico

De acordo com a pesquisa realizada no instituto científico Monell Chemical Senses Centre, da Filadélfia, o azeite pode substituir os analgésico: 50 g de azeite equivale a um décimo de uma dose de analgésico ibubrofeno, tornando esse óleo um anti-inflamatório. 

6 - Protege contra a osteoporose

Já deu para perceber que o azeite é um alimento completo: faz bem para o coração, cérebro, cabelos, unhas e pele. E o que faltou? Os ossos! De acordo com estudos realizados na Universidade de Córdoba, na Espanha, o azeite contém uma substância chamada oleuropeína, anti-inflamatório que tem os mesmos efeitos do cálcio no organismo. Ou seja, consumir moderadamente ajuda a prevenir a osteoporose. Aproveite enquanto é tempo e regue já seu prato com azeite!


Fonte: Corpo a Corpo (com minha consultoria)

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Melhore a sua rotina de refeições



Para ter uma alimentação saudável é necessário manter uma dieta balanceada e variada com vários grupos alimentares e de preferência com a orientação de um nutricionista sempre. Mas você também pode incluir pequenos hábitos diários para que a sua rotina de alimentação seja adequada. Vamos lá?

  • Comece o dia com um café da manhã  bem elaborado e tenha sempre uma porção de frutas e grãos integrais como o amaranto;

  • Na colação faça uso de alimentos termogênicos como o chá de hibiscus ou de gengibre com canela;

  • No almoço, diminua o consumo de carne vermelha e opte por alimentos com proteína vegetal como a soja. Ou ainda, dê preferência aos pescados ricos em Omega 3 como salmão, atum e sardinha;

  • Evite refeições automáticas ou apressadas. Mastigue lentamente e observe se seu prato está colorido;

  • Evite carboidratos simples como arroz e macarrão branco, bem como pão branco ou similar. Use os integrais;

  • Aumente o consumo de frutas, verduras e legumes. Variação sempre;

  • Prefira sopas de hortaliças como opção no jantar. Associe sempre gengibre, cúrcuma e vegetais na cor verde escuro. Adicione uma fonte de proteína animal ou vegetal como ovo pochet, carne branca ou quinoa;

  • Tome chás calmantes como erva-doce, camomila, capim santo na ceia e tenha uma boa noite de sono. Melhora o metabolismo e ajuda na regulação de peso;

  • Coma corretamente a cada três horas, pouca quantidade e mais variedade.  

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Inclua a alcachofra na sua alimentação


Além de ser um prato diferente para servir, a alcachofra é uma aliada da saúde e da boa forma.

Originária da região do Mar Mediterrâneo, a alcachofra hoje é plantada em grande parte dos países de clima subtropical. O alimento é rico em fibras, vitaminas B, C, E e K, betacaroteno, cálcio, ferro, magnésio, selênio e, em especial, cinarina. Por isso, contribui para o bom funcionamento do fígado e do intestino, reduzindo a quantidade de gases.

O corpo como um todo pode se beneficiar da alcachofra, até porque ela dá uma forcinha para o processo de emagrecimento, que, lembrando, deve sempre contar com alimentação saudável e exercícios físicos. A alcachofra aumenta a sensação de saciedade, modula o colesterol e elimina líquidos e toxinas.

Ao escolher o produto no supermercado, é importante observar se está com talo longo, textura firme e cor arroxeada. Pegue uma flor pequena para cada pessoa que irá comer. Quando for cozinhar, acrescente limão na água para a alcachofra não ficar escura.  O tempo médio de cozimento é de 20 minutos, quando deve ficar firme, mas macia. O ponto certo é quando as pétalas saem facilmente.

Quando bem temperada – combina com alecrim, ervas finas, molhos adocicados, vinagre balsâmico e azeite de oliva extravirgem – torna-se uma iguaria que serve para compor saladas e pratos quentes. Recheada e assada tomate e orégano também fica uma delícia. Confira a seguir uma receita de salada de alcachofra para fazer em casa:

Salada de alcachofra (quatro porções)

Ingredientes
- 4 alcachofras médias
- 8 folhas de alface roxa
- Ricota a gosto
- Quatro colheres de sopa de vinagre balsâmico e alecrim seco
- Azeite de oliva extravirgem

Modo de preparo
Retire o caule e as folhas da base da alcachofra e ferva em água e sal por aproximadamente 30 minutos. Escorra e deixe esfriar; retire as folhas e, com a alface, passe no vinagre. Corte o fundo da alcachofra e tempere com azeite de oliva; junte a ricota e o alecrim.



quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Suco de cenoura e chia para um bronzeado radiante


O verão está chegando e você pode aproveitar o poder da alimentação para manter um bronzeado mais bonito. A cenoura é rica em pró-vitamina A, que ajuda a ativar o bronzeado, além de auxiliar na manutenção e proteção da pele. Já o mamão é rico em betacaroteno, ajuda a prevenir a ação dos radicais livres e é um antioxidante natural. A chia é fonte de fibras e Ômega 3 para ajudar na saciedade e proteção da pele e a água de coco melhora a hidratação, muito importante no verão. Confira abaixo uma receita deliciosa de suco com todos esses ingredientes:

SUCO DE CENOURA E CHIA

INGREDIENTES:
1 cenoura;
1 fatia de mamão;
1 colher de chia;
240 ml de água de coco;
1 folha pequena de couve;
1 colher de sobremesa de agave.

MODO DE PREPARO: bata no liquidificador e coe se achar necessário.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Saúde no prato: previna-se contra infecções com bons hábitos


Você já deve ter ouvido falar que o melhor tratamento contra doenças é a prevenção. Com as infecções por vírus e bactérias não é diferente. Devemos cuidar muito bem da nossa saúde de dentro para fora, unindo bons hábitos de higiene a uma alimentação completa e variada.

Uma dieta rica em nutrientes é capaz de proteger a nossa saúde contra a invasão de micro-organismos maléficos. A alimentação deve ser variada e rica em vitaminas, minerais e fibras para aumentar a imunidade do organismo, prevenindo doenças e aumentando a sensação de bem-estar. Ou seja: não basta prestar atenção apenas na higiene, mas também nos nutrientes do que você está comendo. Adquira o hábito de fazer refeições moderadas, comer de três em três horas e escolher os melhores alimentos para a saúde em geral.

Já a atenção no preparo dos pratos e como eles são serviços também é essencial. Observe o aspecto da comida, veja sempre a data de validade e leia os rótulos. Lavar as mãos e os alimentos na hora de prepará-los também evita que vírus e bactérias se espalhem. Outra dica para evitar a contaminação é não deixar refeições prontas por mais de uma hora sem refrigeração ou aquecimento.


Fonte: Revista Ana Maria (com minha consultoria)

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Estudos indicam que oleaginosas reduzem o risco de câncer


Aqui no blog eu já comentei sobre os benefícios das oleaginosas na alimentação diária, e agora podemos afirmar mais um: segundo estudos, as nozes e castanhas são um ótimo alimento para prevenir o câncer e outras doenças crônicas.

Pesquisadores da Coreia do Sul expuseram células tumorais a um extrato de nozes (rico em ácidos graxos poli-insaturados), e o resultado foi a supressão das células cancerígenas e sobrevivência das saudáveis. Como consequência, o combate ao câncer foi mais eficiente.

Aproveitando o Natal, época em que o consumo de oleaginosas aumenta, você pode consumir nozes, castanhas e amêndoas diariamente (com moderação). Nutritivas, elas possuem compostos antioxidantes e ácidos graxos poli-insaturados, que reduzem o estresse oxidativo e processos inflamatórios (como o acúmulo de gordura corporal).

As oleaginosas são excelentes para as refeições intermediárias (como a colação e lanche) e você pode consumir um mix variado em pequenas porções (30g por dia são suficientes), in natura ou em sucos, saladas e outras preparações. Para evitar o risco de alergias alimentares e outros efeitos adversos, consulte antes um nutricionista.

Fonte: VP Consultoria Nutricional


quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Receita saudável - Suco Reparador de Cenoura e Vegetais


Os alimentos reparadores são ricos em nutrientes que contribuem para restabelecer o equilíbrio e trazer mais saúde e disposição.

A hidratação correta e gradual ao longo do dia é muito importante para reequilibrar o metabolismo e facilitar a renovação celular. Além da água natural você pode apostar na água de coco e sucos naturais diversos, como o Suco Reparador cuja receita você encontra abaixo: 

Suco reparador de cenoura, pepino e vegetais

1 cenoura pequena com casca
1/2 maçã pequena com casca
1/2 pepino japonês com casca
1 copo (200 ml) de água de coco
1 haste de hortelã
2 folhas de couve-manteiga

A água de coco é um ótimo hidratante e repositor de sais minerais, enquanto a fruta e a hortelã vão ajudar a melhorar a digestão, e a couve age na desintoxicação e relaxamento muscular.

Para adoçar, introduza o agave, que possui baixo índice glicêmico e alto poder adoçante. O agave pode ainda ajudar na melhora da função intestinal.




quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Paris ganha supermercado 100% orgânico


Se aqui no Brasil os alimentos orgânicos estão aos poucos ganhando destaque, em Paris a história é outra. Por lá, o movimento em prol de alimentos saudáveis, livre de agrotóxicos, adubos químicos, drogas veterinárias, hormônios, antibióticos e de organismos geneticamente modificados, é uma realidade. Tanto é que, recentemente, na capital francesa foi inaugurado o primeiro supermercado totalmente sem embalagens e que só vende orgânicos e, em sua maioria, fabricado por produtores locais, como pães, frutas, legumes, massas, arroz, iogurte, manteiga e queijo.

A novidade já existia em Berlim, na Alemanha, e em Paris, o supermercado – batizado de Biocoop 21, em homenagem à COP 21 (21ª Conferência de Clima da ONU que acontece neste ano), além de vender produtos orgânicos, os clientes se deparam com uma nova forma de comprar: os alimentos não são embalados, tudo é vendido a granel. Nada de plástico ou bandeja de isopor: basta levar as próprias embalagens de casa e, caso, o cliente esqueça, a loja disponibiliza frascos de vidro e sacolas reutilizáveis feitas de algodão orgânico, entre outras embalagens ecofriendly.

Mas a experiência já tem data para acabar: o supermercado ficará aberto até o dia 30 dezembro. Se fizer sucesso, a ideia é reabri-la e ampliá-la. Uma ótima ideia para ser copiado no Brasil e introduzir produtos orgânicos na rotina alimentar do brasileiro por um preço justo.

Fonte: www.thegreenestpost.com


terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Alimentação para o verão: invista nas frutas!


O verão ainda não chegou, mas o calor já está dando as caras, e é hora de investir em uma alimentação leve e balanceada para aproveitar os dias mais quentes. Além da hidratação, que deve ser intensa (muita água, água de coco, chás e sucos naturais), as frutas são a grande pedida para a temporada.

As frutas hidratam, fornecem fibras, vitaminas e minerais, favorecendo assim o metabolismo e a hidratação. Quanto mais diversidade melhor! Vale a dica de preferir as com casca como pera, maçã, nectarina, ameixa e as frutas vermelhas como morango, mirtilo, cereja, amora, etc.

Comer frutas por si só já garante o aumento do metabolismo e controle de peso. Para otimizar os resultados, você pode adicionar farinha de maracujá ou amaranto em flocos, diminuindo assim o índice glicêmico e ajudando na saciedade. Para manter a saúde durante o verão, siga as dicas básicas: uma rotina alimentar saudável, comendo a cada três horas e incluir as frutas na colação e nos lanches.

Já para evitar o inchaço, excesso de peso e outros problemas que podem prejudicar a sua saúde (e a sua ida à praia ou piscina de biquíni), o mais importante é evitar pão branco, arroz branco, macarrão branco, bolachas, salgados e refrigerantes. Deve-se preferir sempre os alimentos integrais, e, claro, a hidratação farta e gradual ao longo do dia (ao menos 2000 ml de líquidos por dia). 

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Os benefícios dos líquidos na dieta


Uma dieta líquida, à base de muita água, água de coco natural, chás e sucos ajuda na desintoxicação do organismo, na eliminação de toxinas e líquidos acumulados, e tem sido adotada por muitas pessoas na busca pela perda rápida de peso. A Sucoterapia, por exemplo, é uma dieta a base de líquidos como sucos, suchás, chás, água natural e água de coco. O resultado é percebido tanto na saúde em geral quanto no corpo, pele e cabelos, que ficam mais bonitos e com viço.

Para aproveitar melhor os benefícios dos sucos, é recomendável sempre associar frutas e hortaliças, em especial as em verde escuro (como a couve, o brócolis e o agrião). Outros bons adjuvantes são os grãos integrais como quinua, amaranto, aveia e linhaça.

Mas não adianta só beber líquidos. É imprescindível comer, já que a alimentação apenas líquida pode favorecer o aumento da fome. A dieta da Sucoterapia deve sempre ser associada a refeições com vários grupos de alimentos, em refeições sólidas ricas em alimentos integrais e hortaliças diversas.

Evite também coar o suco, para não perder fibras e nutrientes importantes. Para incrementar o suco, você pode investir em ervas como alecrim e cardamomo. Para adoçar, evite açúcar e adoçantes a base de sacarina, ciclamato e aspartame. Estudos indicam que estas substancias podem favorecer doenças neurodegenerativas. Prefira o agave ou a stévia. Ainda assim, diabéticos não controlados devem ser orientados pelo nutricionista antes de aderir à dieta.

Para incluir os sucos na sua rotina diária, você pode tomar um copo de 200 ml por refeição – em lanches é bem indicado com adição de amaranto. Ao todo, 3 copos de 200 ml em diferentes lanches (café da manhã, colação e lanche da tarde) é uma boa pedida.



quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Dicas para adquirir hábitos saudáveis à mesa


Foi-se o tempo em que cuidar do corpo e ter uma vida saudável era só uma questão de vaidade. Hoje, o foco é saúde e não exagerar nas refeições é um dos principais passos para estar com imunidade, mente e músculos em forma. Gostando ou não de fazer deita, o ideal é se reeducar, e mudar alguns pequenos hábitos à mesa farão uma grande diferença na vida. 

Comece a refeição pela salada, variada e colorida. Isso favorece a saciedade e melhora o trabalho do metabolismo.

Mastigue bem e sempre deixe os talheres no prato enquanto isso. Assim você evita o consumo excessivo de outros alimentos danosos e não suprime a etapa de digestão.

Olhe o prato e observe cores, texturas e cheiros. Isso vai ajudar a apreciar os alimentos e se sentir mais satisfeita. 

Sempre prefira grãos integrais. Associados a uma porção de leguminosas como feijão ou lentilha, por exemplo, sugestões como arroz integral ou quinoa em grãos cozida são uma ótima opção.  A dupla vai compor os nutrientes necessários para um bom funcionamento do intestino e o aporte de nutrientes necessários para otimizar o metabolismo.

Coma sempre à mesa, nunca fazendo outras atividades. Fazer refeições enquanto está ao celular, na internet ou mesmo vendo TV? Não. A probabilidade de se comer mais e mais rápido quando há atividades paralelas à alimentação é muito maior.

Utilize, com moderação, um óleo de boa qualidade como azeite extra virgem ou de gergelim. Eles ajudam na saciedade e ainda têm importantes propriedades antioxidantes, que combatem o envelhecimento.

Prefira peixes ou frangos orgânicos como opção de proteína animal. É uma saída para diminuir o consumo de gordura saturada.

Uma vez por semana tente a mesa vegetariana. A experiência pode ser melhor do que você imagina. Uma boa sugestão é incluir soja texturizada, quinoa, chia e hortaliças diversas nos pratos.

Enriqueça a salada com temperos naturais. Um dos melhores é mais fáceis de achar é o gengibre, que tem ação termogênica (acelera a queima de gordura) e terapêutica. 

Na sobremesa procure uma porção de fruta com fibras, vitaminas e minerais. A minha é uma boa tangerina, mas o ideal é variar sempre e não optar por frutas muito calóricas. 


Fonte: Daquidali (com minha consultoria)

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Dicas de lanches intermediários para a sua dieta!


Hoje eu começo a falar sobre a importância da colação e dos lanches ao longo do dia. É essencial comer de 3 em 3 horas para manter o metabolismo funcionando corretamente. Confira a dica de alimentos adequados no vídeo abaixo!

Lanches e colação (parte 1)
Hoje eu começo a falar sobre a importância da colação e dos lanches ao longo do dia. É essencial comer de 3 em 3 horas para manter o metabolismo funcionando corretamente. Confira a dica de alimentos adequados no vídeo!
Posted by Dr Fabio Bicalho on Sexta, 25 de setembro de 2015
Os sucos e as oleaginosas também são ótimas opções para as refeições intermediárias! Confira os benefícios do mix de oleaginosas no vídeo:

Lanches e colação (parte 2)
Continuando as minhas dicas sobre lanches, os sucos e as oleaginosas são ótimas opções para as refeições intermediárias!Confira o primeiro vídeo sobre lanches no link: https://www.facebook.com/drfabiobicalho/videos/560221714127134/?permPage=1
Posted by Dr Fabio Bicalho on Segunda, 19 de outubro de 2015

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Melhore seus hábitos e consuma menos açúcar


Não custa lembrar: um dos alimentos mais prejudiciais para a sua saúde é o açúcar. Quando consumido em excesso, principalmente em sua versão refinada (que contém aditivos químicos), o açúcar é armazenado no corpo em triglicérides, o que aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

Por ser rico em calorias vazias, o açúcar também pode levar à obesidade, além de aumentar o risco de diabetes, hipertensão e dislipidemias (níveis elevados de gordura no sangue). Prefira sempre sucos naturais sem açúcar e, caso precise adoçar alguma receita, utilize o xarope de agave ou stévia. Confira outras dicas para diminuir o consumo de açúcar:

1. Diminua a quantidade de açúcar nos sucos. Aos poucos, vá colocando menos até se acostumar a tomá-los sem adicionar nenhum tipo de adoçante. Assim você adere a bons hábitos e também passa a sentir melhor o sabor das bebidas feitas em casa.

2. Não olhe para a bancada de sobremesas açucaradas. Troque por frutas, pois além de ter o doce natural, ajuda a melhorar o aspecto da pele, inclusive regulando a função intestinal. 

3. Procure um nutricionista que elaborará um plano alimentar completo e individual.

4. Se for realizar tratamentos estéticos contra o envelhecimento, invista nos específicos anti-idade.

Fonte: Super



quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Troque os temperos prontos por versões mais saudáveis


Você conhece os riscos dos temperos industrializados? Além dos altos teores de sódio, que pode contribuir para o desenvolvimento ou piora dos quadros de hipertensão, esses temperos prontos são contêm glutamato monossódico, substância altamente prejudicial à saúde.

Estudos mostram que o organismo o utiliza como um transmissor de impulsos nervosos no cérebro e seu consumo tem sido associado com dificuldades de aprendizado, Mal de Alzheimer, Parkinson e câncer.

Por isso, o ideal é trocar seus temperos pelas versões naturais, feitas em casa. Alho, orégano, alecrim, cúrcuma, entre outros, são uma boa dica. Confira os benefícios de alguns temperos naturais:

Alecrim: sabia que pode consumi-lo já no café da manhã? Coloque sobre o pão integral e um pouco de azeite de oliva. O alecrim tem atividade antioxidante relacionada a compostos fenólicos (combatem o envelhecimento celular (radicais livres)).

Alho: talvez o melhor dos temperos. Altamente indicado para favorecer a saúde e também ajudar na perda de peso e medidas pelas suas propriedades anti-inflamatórias, dentre outras.

Cominho: ajuda na digestão e previne a formação de gases. Podendo ser salpicado na salada do almoço junto ao alho picado


terça-feira, 10 de novembro de 2015

Os riscos dos biscoitos recheados


Cuidado com os alimentos que você oferece ao seu filho! Os biscoitos recheados, por exemplo, são carregados com açúcares e possuem densidade energética assustadora. 

Além do excesso de açúcar, os biscoitos recheados ainda contêm muita gordura saturada, o que favorece o aumento do LDL (o “colesterol ruim”) e a diminuição do HDL, considerado o “colesterol bom”. O desequilíbrio nas taxas de colesterol é fator de risco para o surgimento de doenças cardiovasculares graves. 

E, para completar, os aditivos usados para dar cor a essas bolachas também são prejudiciais à saúde e estão associados à hiperatividade e déficit de atenção. Na dúvida, opte sempre por alimentos naturais, como frutas acompanhadas de uma fonte de fibras.

Fonte: Superinteressante

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Brigadeiro de Biomassa de Banana Verde


A biomassa de banana verde pode ser usada para diversas receitas, doces ou salgadas. Rica em fibras, seu consumo traz saciedade, melhora o trânsito intestinal e evita picos de glicose no sangue (ajudando a prevenir o diabetes tipo 2). Você pode prepará-la em casa, seguindo a receita base da nutricionista e apresentadora Bela Gil. Confira:

  • Corte a banana verde do cacho com a ajuda de uma faca ou tesoura, lave as bananas e leve para a panela de pressão com água suficiente para cobri-las. Tampe a panela, leve à pressão e quando atingir a pressão, abaixe o fogo e deixe ferver por oito minutos.
  • Desligue o fogo e espere a pressão sair naturalmente.
  • Abra a panela de pressão com cuidado, retire as bananas e abra a banana com a ajuda de uma faca.
  • Retire a polpa, leve ainda bem quente no liquidificador e bata com o mínimo de água até virar uma pasta bem cremosa. Guarde na geladeira para fazer, pães, bolos, mousse etc.


Que tal aproveitar os benefícios da biomassa de banana verde em uma sobremesa que pode substituir o chocolate e o açúcar nas festas infantis? Confira a receita de Brigadeiro de Biomassa de Banana Verde, também da Bela Gil:

Ingredientes:
- biomassa de 2 bananas verdes
- 5 colheres (sopa) de açúcar mascavo
- 3 colheres (sopa) de cacau em pó
- 1 colher (chá) de manteiga ghee
- 5 gotas de essência de baunilha 

Modo de preparo: 1- Bata tudo no liquidificador. 2- Faça as bolinhas e passe em castanhas trituradas, cacau nibs, pistache, amêndoas, ou o que preferir.

Fonte: Bela Gil

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Programa de Tratamento Funcional para o verão: corpo e saúde em dia em duas consultas!


O verão já está logo aí, mas ainda dá tempo de mudar seus hábitos alimentares para garantir mais saúde e a manutenção ou perda de peso ideal para aproveitar os dias mais quentes, e ainda deixar a pele em dia! Por isso, em novembro e dezembro estarei realizando em meus consultórios o Programa de Tratamento Funcional: são duas consultas focadas na prevenção e tratamento dos desequilíbrios orgânicos e aplicação da Fitoterapia Funcional para garantir saúde de corpo e mente, além da manutenção do peso ideal, com os melhores resultados. E os pacientes ainda terão a oportunidade de conhecer a expertise da médica especialista em estética Dra Lêda Villas Boas com sessões de botox (mediante avaliação) para garantir corpo e face em harmonia!

No programa irei rastrear através de anamnese os sintomas, sinais e características de cada paciente, assim como a carência ou excesso dos nutrientes, corrigindo os desequilíbrios nutricionais que podem provocar doenças crônicas como obesidade, depressão, diabetes, entre outras. Mas, para que os resultados sejam satisfatórios, é ideal que o paciente tenha acompanhamento do nutricionista durante os primeiros meses do tratamento.

Afinal, se para conquistar condicionamento muscular e definição corporal é preciso frequentar regularmente a academia, para reequilibrar o organismo através da nutrição funcional também é necessária a regularidade no tratamento. Na primeira consulta, serão realizados diversos procedimentos para formar um tratamento personalizado e eficiente em cada paciente:
  • Avaliação com bioimpedância
  • Acompanhamento da evolução do tratamento
  • Prescrição de alimentos funcionais
  • Prescrição de fitoterápicos funcionais (aceleradores de metabolismo, repositores de vitaminas e minerais)
  • Plano alimentar completo e acompanhado
Após a primeira consulta, o paciente retorna para conferir os resultados iniciais e verificar a necessidade de alterações no tratamento e na rotina alimentar. E se desejar, poderá realizar o tratamento completo para corpo e face com a sessões de aplicação de toxina botulínica com a Dra Lêda Villas Boas. Como resultado, o corpo e o metabolismo devem entrar em equilíbrio e o paciente, adicionar bons hábitos à rotina alimentar para manter os resultados dia após dia. Além de conquistar uma pele rejuvenescida e pronta para o verão. Agende o seu tratamento e confira!


quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Cuidado com a carne processada! Pesquisa da OMS indica que linguiça, bacon e presunto são cancerígenos


Se os alimentos processados, como as carnes, fazem parte da sua dieta, é melhor rever a sua alimentação: um novo relatório da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostra que o consumo de bacon, linguiça, presunto e outras carnes processadas pode ser potencialmente cancerígeno.

A carne processada, ao contrário da in natura, passa por modificações para mudar seu sabor ou aumentar seu prazo de validade. Entram neste grupo todas as carnes que recebem aditivos como sal ou conservantes, além das carnes defumadas ou curadas. São estas substâncias adicionadas à carne que contribuem para o aumento do risco de desenvolver câncer.

O câncer colorretal, por exemplo, pode ocorrer em 18% a mais entre quem come 50 gramas de carne processada por dia (2 fatias de bacon, por exemplo). Com os resultados dessa nova pesquisa, as carnes processadas entram na lista de substâncias comprovadamente cancerígenas, como o plutônio e bebidas alcoólicas.

Apesar do novo alerta, não é preciso cortar de vez a carne vermelha da sua alimentação. Em quantidades moderadas – e em sua versão in natura – a carne bovina ou suína ajuda a constituir uma dieta equilibrada, pois é fonte de ferro, zinco e vitamina B12.

Como em todo programa de alimentação saudável, a palavra chave para garantir mais saúde e qualidade de vida é a moderação. Confiram abaixo algumas dicas para uma Alimentação Adequada e Saudável, segundo o Ministério da Saúde:

  • Fazer de alimentos in natura ou minimamente processados a base da alimentação
  • Limitar o consumo de alimentos processados
  • Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados
  • Fazer compras em locais que ofertem variedades de alimentos in natura ou minimamente processados
  • Ser crítico quanto a informações, orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas comerciais



Fonte: BBC

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Previna doenças com bons hábitos de alimentação



Para que o nosso organismo funcione bem – principalmente o sistema imunológico – é muito importante ter uma rotina alimentar variada, rica em alimentos naturais que nos forneçam vitaminas e minerais, fibras e macronutrientes. Dessa forma, prevenimos doenças, conduzindo ao bem estar e à qualidade de vida.

Entre os alimentos que ajudam na manutenção da sua saúde você pode investir nos grãos integrais – arroz integral, aveia e amaranto -, carboidratos que liberam energia gradual e de qualidade, com diversos nutrientes e proteínas. Já as leguminosas contêm fibras, são fonte de ferro, proteína vegetal e importantes nutrientes para nossa saúde. Você pode variar entre feijão, lentilha, grãos de ervilha e de soja.

As proteínas de origem animal ou vegetal também são muito importantes, pois são fundamentais para a manutenção e reparação de tecidos e compartimentos. Entre uma variedade de peixes, escolha os ricos em Ômega 3, como salmão, atum e arenque. O frango orgânico é uma boa segunda opção, e a carne bovina magra deve ser consumida com menos frequência. Para os vegetarianos, a sugestão é a proteína texturizada de soja e a quinoa, que também apresenta boa quantidade de proteína vegetal.

Não devemos nos esquecer dos lipídios. Os óleos também são fonte de energia e devem fazer parte da nossa rotina de alimentação. Eles ajudam na absorção de algumas vitaminas, na manutenção da membrana celular, na produção de hormônios, entre outros fatores. Opte pelos mais saudáveis, como o de oliva, gergelim ou castanhas, e para cozinhar ou aquecer, o de canola.

Para manter as doenças longe, você deve apostar na variedade da alimentação, moderação e ingestão de frutas, legumes e verduras diversos. Evite alimentos processados e diminua o consumo de alimentos industrializados. Os orgânicos são muito bem vindos. 

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Os benefícios da Melatonina além de ajudar a dormir


A medicina tem evoluído muito e cabe a nós profissionais estarmos atentos aos avanços em pesquisas para ajudar na melhora da qualidade de vida e manutenção da saúde de nossos pacientes. E quero compartilhar uma das descobertas recentes sobre os benefícios da melatonina, hormônio natural produzido durante à noite pela glândula pineal, localizada em nosso cérebro, que ajuda a estimular o sono.


Pois bem. Estudos recentes provam que, além de nos ajudar a dormir, a melatonina ajuda a tratar diversos problemas. Cientistas de vários países da Europa e também no Brasil tiveram ótimos resultados em pesquisas realizadas com a substância. Uma das descobertas foi o aumento da longevidade, retardamento da instalação do mal de Alzheimer, e de sua eficácia contra enxaquecas. Além disso, outras pesquisas já observaram o efeito da melatonina no processo de desaceleramento de tumor maligno e estimulo na multiplicação de células de defesa.
Com relação à longevidade, segundo o pesquisador Russel Reitel, autor do livro Your Body’s Nature Wonder Drug, o hormônio é muito eficiente no combate aos radicais livres. Como essa substância diminui com o envelhecimento, sua reintrodução ajuda a equilibrar os radicais livres.
A melatonina em forma de suplemento é um produto de síntese exatamente idêntico ao hormônio produzido naturalmente pela glândula pineal e promove uma série de benefícios, como: melhora a qualidade do sono; fortalece o sistema imunológico; reduz o envelhecimento das células; diminui da hipertensão arterial; previne a depressão; protege contra o câncer e contra os efeitos tóxicos da quimioterapia; restaura o funcionamento da tireoide e aumenta a população de linfócitos; alivia os sintomas das tensões pré-menstrual (a famosa TPM); influencia no emagrecimento; e é um poderoso antioxidante natural.
O suplemento não cria dependência, mas como todo medicamento não pode ser utilizado sem indicação médica. Consulte sempre seu nutricionista.

Fonte: Saúde Curiosa

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Alimentação na adolescência


Hoje eu vou falar sobre um tema muito importante, sobre uma fase em que a nutrição funcional é essencial para o bom desenvolvimento do indivíduo: a adolescência. A hidratação nesta fase é fundamental para garantir que o metabolismo do adolescente funcione corretamente, contribuindo para a renovação celular plena e hidratando a pele de dentro para fora (prevenindo problemas como a acne), além de amenizar a ansiedade e ajudar o adolescente a produzir mais intelectualmente.

Eles devem ingerir ao menos dois litros de líquidos por dia, incluindo água, sucos naturais e água de coco. Deve-se evitar os sucos prontos e refrigerantes, duas bebidas que inibem a absorção de cálcio pelo organismo, prejudicando o crescimento e desenvolvimento saudável do adolescente.

Outros itens para cortar da alimentação são os doces e fontes de açúcar, que além de provocarem o aumento da circunferência abdominal, fornecem energia de baixa qualidade, causando momentos de sono e picos de falta de energia. Em vez disso, devem ser oferecidos alimentos que forneçam energia gradual: os carboidratos complexos ajudam a liberar energia ao longo do dia, para que o adolescente faça bem suas atividades físicas e intelectuais, como estudo e esportes.

Em associação, é muito importante ter o aporte correto de cálcio para o desenvolvimento dos ossos. Os leites e derivados são bem vindos, porém sempre em suas versões magras e/ou desnatadas – aposte em iogurtes, leite desnatado e laticínios com menor teor de gordura. Outras fontes de cálcio importantes são os vegetais verde-escuros (como a couve, quiabo, espinafre e o brócolis) e frutas secas como figo e damasco, além de castanhas e sementes (gergelim e semente de girassol), que podem ser consumidas associadas ao iogurte.

É importante que a alimentação diária do adolescente, principalmente na hora do almoço, seja completa. Invista nos carboidratos complexos como o arroz integral, quinoa, flocos de aveia, amaranto, e nas leguminosas (feijão, ervilha, lentilhas), que são proteínas com alto valor biológico; além de carnes magras como frango e peixe sempre cozidos ou grelhados, e nunca fritos ou empanados – estes prejudicam a qualidade da pele, que já pode sofrer devido às alterações hormonais típicas da fase. A ingestão correta de proteína é essencial para desenvolver os músculos e tecidos.

Além disso, consumir alimentos fontes de lipídios de boa qualidade favorecem a absorção de vitaminas dependentes de gordura para sua metabolização, como as vitaminas A, E, D e K. Alimentos com gordura insaturada como o abacate, azeite de oliva e castanhas são ótimas opções a serem introduzidas no dia a dia.

Paixão dos adolescentes, o achocolatado pode ser substituído pelo cacau puro, que se consumido moderadamente não causa alterações na pele e ainda é uma boa fonte de energia. O cacau em pó pode ser batido em vitaminas com água de coco ou leite desnatado. Outro lanche que é uma boa fonte de energia é o açaí, em forma de suco ou batido com outras frutas, como as frutas vermelhas e uma fonte de fibras (aveia, chia).

Por falar em pele, para evitar os problemas comuns na adolescência (oleosidade, acne), é imprescindível ter o aporte completo de vitaminas e minerais através das hortaliças e frutas diversas: estas vão contribuir na melhora da função intestinal, evitando a produção excessiva de toxinas que podem prejudicar ainda mais a qualidade da pele. Frutas, legumes e verduras variados favorecem a ação perfeita do metabolismo e da função intestinal, melhorando o funcionamento do organismo em geral e ajudando não só na qualidade da pele, como evitando também as alterações de humor que o adolescente costuma apresentar.


Para finalizar, é importante unir a alimentação equilibrada às atividades físicas, sempre com indicação médica: assim o adolescente pode melhorar seu desempenho tanto físico como intelectual, além de ajudar no desenvolvimento dos ossos e músculos, contribuindo para um crescimento saudável.

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Tire suas dúvidas sobre o consumo da cafeína




A cafeína é comumente utilizada como suplemento para adquirir energia. Mas há muitas controvérsias quanto ao seu consumo, como problemas relacionados à saúde. Porém, os tais problemas são referidos ao uso excessivo dessa droga, com efeitos colaterais como agitação, ansiedade, irritabilidade, entre outros.

Alguns estudos isolados sugeriram que o consumo de cafeína aumentava o risco de câncer, doença cardíaca coronariana, câncer de mama, osteoporose, e outras. Pesquisas mais recentes descartam essas possibilidades visto que o consumo moderado (média de 200 mg/dia), ou seja, 2 a 3 xícaras de café, não irá colocar a maioria dos indivíduos saudáveis sobre risco de saúde.

A quantidade ideal para consumo é de 3 a 5mg/kg. É importante que o indivíduo adulto não apresente nenhum problema cardíaco, não seja idoso, nem gestante ou nutriz. Em um xícara de chá de café temos 40 mg de cafeína, por exemplo.

Além disso, recomenda-se consumir alimentos que contenham cafeína sem misturá-los a nenhum outro ingrediente. Café, chás ou o chocolate devem ser consumidos puros. A cafeína é encontrada também em plantas como a erva-mate e o guaraná.

Para evitar perda de cálcio em alimentos do desjejum e para melhorar o desempenho antes de atividade física, deve-se ingerir alimentos que contenham cafeína no período da manhã, na colação (a segunda refeição do dia, após o café da manhã), e sempre com moderação. Tomando os cuidados certos, a cafeína dará mais energia sem prejudicar o organismo.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Alimentos essenciais para a terceira idade


No dia 1º de Outubro comemora-se o Dia Internacional do idoso. Sim, eles têm uma data especial, sabia? A data foi criada pelas Nações Unidas para conscientizar e sensibilizar as pessoas para as questões do envelhecimento e da necessidade de proteger e cuidar da população mais idosa, muitas vezes esquecida. Eles têm um papel importante e fazem parte da nossa história, são detentores de sabedoria, avós, cuidadores, voluntários, líderes e precisam do nosso carinho e atenção.
Com o aumento da expectativa de vida, a terceira idade tornou-se a “melhor a idade”. Não é difícil observar o quanto essa geração está ativa, com disposição de encarar as mais diferentes atividades e estão mostrando aos mais jovens que eles têm muito ainda a mostrar e viver. Para ajudar nessa disposição, a alimentação é muito importante. É preciso criar um programa alimentar que inclua alimentos funcionais para prevenir doenças e dar mais vitalidade para essa geração que não para.
Então, minha dica de alimentos essenciais para os idosos são os vegetais verde-escuros (rúcula, espinafre, couve e outros), ovos, arroz integral, feijão, leguminosas, que promovem energia. Para prevenir osteoporose, uma das doenças que mais acometem pessoas nessa fase da vida, por exemplo, o ideal é incluir na dieta, leite e derivados, caso não tenha alergias ou intolerância, além de vegetais verde-escuros, amêndoas, damascos, linhaça e grão de bico. Vale lembrar também que café em excesso, açúcar e refrigerante atrapalham ou favorecem a excreção de cálcio, um mineral essencial para a construção e manutenção dos ossos e dos dentes.
Matéria original publicada no site Beleza Chic.

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Alimentação pré e pós treino (em vídeo!)


Muitas pessoas praticam exercícios físicos não apenas para manter uma boa saúde, mas também para aumentar e fortalecer os músculos. Os praticantes da musculação devem manter uma alimentação balanceada e rica em proteínas, pois elas preparam os tecidos para a carga de exercícios, além de ajudar a formar a massa muscular.

O primeiro passo é fazer uma consulta com o nutricionista. Ele irá avaliar o seu organismo e indicar a alimentação mais adequada. Ela deve ser bastante variada, com toda a cadeia de nutrientes nas porções sugeridas pelo doutor.

No vídeo abaixo eu dou algumas dicas de alimentação pré-treino (a beterraba, por exemplo, é uma ótima opção, já que é fonte de carboidratos e nutrientes úteis para gerar energia ao organismo). 

Alimentação pré-treino
Alimentação pré-treino:Você sabe como se alimentar para o pré-treino? Um estudo realizado na Universidade Exeter, no Reino Unido, apontou que o suco de beterraba aumenta a resistência e permite que o tempo de treino se estenda. Isso porque a bebida pode melhorar o fluxo sanguíneo e oxigênio para os músculos, favorecendo a resistência. Confira a minha dica no vídeo!
Posted by Dr Fabio Bicalho on Quinta, 3 de setembro de 2015

No pós-treino, a minha fica foi a ingestão de proteína para o aumento e a reparação de massa muscular e também carboidrato para reposição de energia gasta. Dessa forma, a proteína será utilizada para o tecido muscular, e não para a reposição de energia.

Alimentação pós-treino
Alimentação pós-treino:Ontem eu falei sobre alimentação pré-treino, e hoje eu dou a dica para o pós-treino e substitutos do Whey Protein! Alie a ingestão de proteína para o aumento e a reparação de massa muscular a um carboidrato para reposição de energia gasta. Dessa forma, a proteína será utilizada para o tecido muscular, e não para a resposição de energia.
Posted by Dr Fabio Bicalho on Sexta, 4 de setembro de 2015

Os nutrientes antioxidantes (selênico, zinco, vitamina A, C, E) são importantes, já que a atividade tem ação intensa de radicais livres. Portanto, é interessante consumir oleaginosas como castanha do Pará, amêndoas, cenoura, tangerina, laranja, kiwi, e óleos como de canola e oliva são recomendados (moderação sempre).

Não se esqueça de se alimentar a cada três horas e preferir comida caseira para evitar contaminação. A hidratação deve ser farta e gradual em água natural, sucos, chás, água de coco. Aproximadamente 2,5 litros para as mulheres, e 3 a 3, 5 litros para os homens, dependendo do biotipo e intensidade do treino. 


terça-feira, 15 de setembro de 2015

iGenesis em vídeo: entenda os benefícios da Dieta do DNA


Criado pela DF Medica, o  iGenesis® aborda a relação entre a alimentação e a genética, englobando questões relacionadas ao controle do peso (obtenção e manutenção), além dos aspectos relacionados à saúde e ao bem estar. Com ele é possível analisar as predisposições genéticas a intolerâncias, alergias, sensibilidades, além de suscetibilidade à hipercolesterolemia, à diminuição da atividade insulínica, ao acúmulo de gordura visceral e à síndrome metabólica, entre outros fatores que podem influenciar a digestão, metabolismo e absorção de nutrientes por cada indivíduo.

Confira no vídeo abaixo os benefícios da Dieta do DNA:
Conheça o iGenesis - a dieta do DNA
Imagine poder descobrir em um exame as suas intolerâncias alimentares (à lactose, glúten ou até mesmo à frutose) ou uma suscetibilidade ao acúmulo de gordura visceral e à síndrome metabólica. É possível com o iGenesis, a dieta do DNA! Que tal marcar uma consulta e conhecer?
Posted by Dr Fabio Bicalho on Terça, 1 de setembro de 2015


A determinação de intolerâncias alimentares e sensibilidade a alimentos através de estudos genéticos permite ao paciente, com auxílio do nutricionista, estruturar um programa nutricional personalizado, muito mais preciso e útil. Após o exame de DNA, o nutricionista elaborará um plano alimentar completo respeitando o perfil genético, garantindo a certeza de resultados duradouros e satisfatórios para perda de peso, prevenção de doenças e mais qualidade de vida com energia plena.

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

As diferenças entre os sucos detox de caixinha e os naturais


Os sucos detox conquistam cada vez mais adeptos em busca de uma limpeza no organismo de forma rápida e saborosa. O sucesso foi tanto que logo surgiram as versões industrializadas. São os sucos detox de caixinha, cujo consumo é ainda mais prático. Mas será que o resultado é o mesmo?

Eles funcionam sim, caso não apresentem conservantes e corantes. Mas o efeito, definitivamente, não é o mesmo de um suco verde natural. As principais diferenças são a migração de compostos químicos da embalagem, inclusão de corantes e eventuais aditivos químicos e perda de nutrientes.

Para quem não tem tempo de preparar um suco diariamente, no entanto, os industrializados podem ser uma boa opção. Nunca serão superiores ao suco natural, mas certamente são bem melhores que refrigerantes. Mas caso seja só essa possibilidade usar na dieta esse tipo de suco, é melhor do que não comer ou beber fruta.

Os sucos de caixinha também possuem vitaminas e minerais, mas sempre em menor oferta que um similar natural. A melhor opção é selecionar frutas e hortaliças frescas e, se possível, orgânicos, e preparar seu suco natural como a natureza nos oferta.

Fonte: Bolsa de Mulher (com minha consultoria)


terça-feira, 8 de setembro de 2015

Evite a retenção de líquido e prepare-se para o verão


Estamos no mês da primavera e os futuros dias de sol e calor já se tornaram uma preocupação. Para manter a silhueta enxuta e não ter vergonha de usar sua roupa de banho, você pode aliar exercícios a boas práticas de alimentação que previnam o inchaço corporal causado pela retenção de líquido.

Este problema é um dos responsáveis pelo surgimento e agravamento da celulite. Você pode fazer em casa o teste para saber se está com retenção de líquido: aperte com os dedos alguma parte do corpo, de preferência os membros inferiores. Se a marca dos seus dedos ficar no local, é sinal de que você precisa começar a reorganizar sua dieta e se preocupar mais com sua saúde.

Como celulite é um processo inflamatório, comer alimentos que provocam retenção só vai favorecer ainda mais o processo de formação dos edemas. A retenção de líquido pode provocar também o ressecamento da pele, a queda de cabelo e até enxaqueca.

O grande vilão da retenção de líquido é o sal. Segundo a Organização Mundial de Saúde, o brasileiro deveria consumir menos de 5 gramas de sal, o que equivale a menos de uma colher de chá rasa de sal ou cinco pacotinhos daqueles encontrados nos restaurantes.

O ideal é que a pessoa elimine ou reduza drasticamente da dieta produtos enlatados, refrigerantes, principalmente o Zero, sucos prontos, bebidas alcoólicas, sal de cozinha em excesso, embutidos, queijos amarelos, sopas prontas, macarrão instantâneo e produtos industrializados ricos em sódio.

No lugar desses itens você pode incluir graviola, frutas vermelhas, carqueja, suco verde, água natural e linhaça. Também consuma e peixes como atum, cavala e sardinha fresca. Comece a mudar sua rotina alimentar desde agora e, no verão, você verá os resultados direto no espelho!


Fonte: Vila Mulher (com minha consultoria)

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Os benefícios da nutrigenética (iGenesis) para a manutenção do peso saudável


Criado pela DF Medica, o  iGenesis® aborda a relação entre a alimentação e a genética, englobando questões relacionadas ao controle do peso (obtenção e manutenção), além dos aspectos relacionados à saúde e ao bem estar. Com ele é possível analisar as predisposições genéticas a intolerâncias, alergias, sensibilidades, além de suscetibilidade à hipercolesterolemia, à diminuição da atividade insulínica, ao acúmulo de gordura visceral e à síndrome metabólica, entre outros fatores que podem influenciar a digestão, metabolismo e absorção de nutrientes por cada indivíduo.

É realizada em consultório a coleta de material genético da mucosa bucal para a análise de DNA (em um dispositivo aprovado pelo Ministério da Saúde italiano), que pode dizer o quanto cada um de nós está geneticamente exposto a danos causados pelos radicais livres e quais e quantos antioxidantes são necessários para combater o estresse oxidativo, adiando os sinais típicos do envelhecimento. Com isso, é possível personalizar um tratamento anti-idade tendo como base o perfil genético de cada indivíduo através dessa análise. A beleza e bem estar estão fortemente conectados ao nosso regime nutricional e a análise de DNA nos permite intervir nesse tema.

A determinação de intolerâncias alimentares e sensibilidade a alimentos através de estudos genéticos permite ao paciente, com auxílio do nutricionista, estruturar um programa nutricional personalizado, muito mais preciso e útil. Após o exame de DNA, o nutricionista elaborará um plano alimentar completo respeitando o perfil genético, garantindo a certeza de resultados duradouros e satisfatórios para perda de peso, prevenção de doenças e mais qualidade de vida com energia plena.

A nutrição funcional rastreia os sintomas, sinais e características de cada paciente e os relaciona com a carência ou excesso de nutrientes, corrigindo os desequilíbrios nutricionais que podem provocar doenças crônicas como obesidade, depressão, diabetes, entre outras. Unir a nutrição funcional à nutrigenética é, não somente inovador, como um excelente caminho para obter melhores condutas para quem deseja emagrecer com saúde. Não existe “receita de bolo”. O organismo de cada indivíduo funciona de uma forma diferente, e a nutrigenética aliada à nutrição funcional visa entender o funcionamento do organismo de forma individual para garantir um programa nutricional que previna doenças, elimine processos inflamatórios que causem o acúmulo de gordura corporal, além de fazer a manutenção da saúde como um todo.

Seguindo o programa nutricional personalizado para cada paciente, é possível, já após o primeiro mês, perceber mais disposição, energia, melhora do trânsito intestinal e diminuição da retenção de líquidos, que tendem a melhorar ainda mais ao seguir o regime nutricional corretamente. O organismo “trabalha” melhor, fazendo com que o corpo inteiro funcione da melhor forma, trazendo bons resultados não só na perda ou manutenção de um peso saudável, como na pele, cabelos e unhas.